1/1

Meu nome é Laurival Ribeiro Miranda, nasci em Santarém, vim pra Cucurunã em 1953, nasci em 7 de julho de 1939. Eu nunca estudei nada, pra não dizer que não estudei eu estude numa cartilha que chamava cartilha para todos, naquele tempo tinha uma professora e ela ensinava nóis. Depois eu cheguei aos 18 anos e em Santarém não tinha exercito, quartel, criaram uma escola militar ai a rapaziada do interior ia pra lá, a gente tirava o certificado de segunda categoria, aonde fui aprender a assinar o meu nome e escrever alguma coisinha ou outra. E aí apareceu um esforço no exército para quem quisesse seguir carreira e ai a tenente mulher me perguntou o que eu queria e eu falei “eu quero ser paraquedista mas eu parei porque precisa do dinheiro.

 

Meu pai era Antonio Delgado de Miranda, e minha mãe era Maria Ribeiro Miranda, filho natural do Rio Ituqui, é um rio que tem ai a baixo de Santarém. Tenho irmãos em Manaus, tenho uma que faz parte da Congregação Católica.

 

Ja sai daqui pra trabalhar, pra ir pra Manaus.

Quando cheguei aqui em Cucurunã tinham 8 famílias, ali era a casa duma, ali era casa doutra, isso era um matagal, era tudo mato, a estrada era bem perfeitinha.(...)