• medium
  • Black Facebook Icon
  • Black Pinterest Icon
  • Black Instagram Icon

Sobre Moara Brasil 

Moara Tupinambá é artivista visual e curadora autônoma, natural de Mairi do Pará (Belém do Pará). Seus ascendentes são nativos tapajowaras (aquele que pertence ao tapajós, que é próprio do lugar, em nheengatu). A origem paterna é da comunidade rural de Cucurunã e a materna da Vila de Boim(Tupinambá, localizada no Rio Tapajós). Atualmente faz parte do coletivo amazônida MAR e da associação multiétnica Wyka Kwara. Radicada em São Paulo, é artista multiplataforma e utiliza: desenho, pintura, colagens, instalações, vídeo-entrevistas, fotografias, literatura, performances. Sua poética percorre cartografias da memória, identidade, ancestralidade, resistência indígena e pensamento anticolonial. Atualmente está participando com o  "Museu da Silva" na 30 edição do Programa de Exposições  CCSP Mostra de 2020. Participou, com Janaú, da Bienal "Nirin" em Sidney (curador Brook Andrew) com o vídeo da Marcha das Mulheres Indígenas (2019); do Seminário de Histórias Indígenas do MASP (2019); da Exposição “Agosto indígena” (2019) - São Paulo; da Teko Porã, na exp.coletiva “Re-antropofagia” com curadoria de Denilson Baniwa e Pedro Gradella em Niterói - Centro de Artes da UFF (2019). Já foi indicada ao Prêmio de Arte e Educação da Revista Select, em 2018, pelo projeto II Bienal do Ouvidor 63, ocorrido na maior ocupação artística de São Paulo.  

 

Linha do  tempo

Jul/2020 - Exposição Coletiva Virtual na galeria Choque Cultural, do projeto Armazem, curadora Julliana Crispe.

Març/Jul/ 2020 - Bienal de Sidney, com o vídeo "Kunhã Streng", território nosso corpo, nosso espírito, com co-autoria de Janaú.

Abr/2020 - Exposição "De Molho em Casa, projeção de artes em prédios de Belém.

Març/2020 - Exposição "O Futuro é Mulher", Galeria Teodoro Braga (Belém do Pará ).

Març/2020 - Exposição Ilustra Delas, metrô São Bento.

Nov/2019 - Performance "Akimazona" na Residência Artística no Festival Valongo/Santos.

Ago/2019 - Lançamentos de produção autoral de zine do coletivo Kuceta Plataforma na Casa Plana - SP.

Ago/2019 - Exposição do coletivo @agostoindingea na Wake Virada Sustentável - SP

Ago/2019 - Exposição Coletiva Mira, Prazer - SP

Ago/2019 - Agosto Indígena (Colabirinto) - SP

Ago/2019 - Feira Tijuana - SP e RJ

Jul/2019 - Seminário de Histórias Indígenas do MASP, conversa com Brook Andrew. SP

Abr/2019 - Expo coletiva “Re-antropofagia” com curadoria de Denilson Baniwa e Pedro Gradella (2019/Niterói- Centro de Artes da UFF)

Março/2019 - Março das Manas (Colabirinto) - SP

Dez/2018 - Criação do Colabirinto - SP

out/2018- Curadora do "Sarau das Bixas" no CCJ - SP

abril a set/2018-  Articuladora e curadora da II Bienal de Artes Ouvidor 63 - SP

set/2018 - Exposição Individual "O que te cura?", na II Bienal de Artes Ouvidor 63. SP

set/2018 - Performance na abertura da II bienal de Artes Ouvidor 63 no Red Bull Station. SP

Fev/2018 - Residência Artística no Red Bull Station. SP

Dez/2017 - Sarau Visual Ancestral. SP

Mai/2017 - Exposição "Plantas não crescem com wifi" na Okupa Ouvidor 63. SP

Fev/2017 - Exposição PRATODOS - Garagem Ateliê- SP

Jan/2017 - Subsistência "A mulher no Campo de Batalha" - Ocupação Cultural Mateus Santos - SP

Jan/2017 - Exposição "Sagrado Feminino" em Belém do Pará.

Set/2016- Articuladora e artista da I Bienal de Artes Ouvidor 63. SP

Dez/2015- Contos de Ameríndio no Hotel Pullman Ibirapuera e Pullman Vila Olímpia (SP)

2014- Exposição Coletiva “Menos 30” na Pinacoteca de São Paulo - SP e na Fundição Progresso do Rio de Janeiro - RJ.  

2015 - Exposição Ameríndios, na Galeria Sala, SP

CONTATO

 

contato@moarabrasil.com

(11)977734703

  • Black Facebook Icon
  • Black Twitter Icon
  • Black Pinterest Icon
  • Black Instagram Icon

©Todos os direitos reservados à Moara Brasil.